Programar comandos na serie Bridge

A serie Bridge foi com os seus modelos 7900 a que mais unidades vendeu faz alguns anos, dada a sua excelente qualidade muitos são os veículos que ainda tem este alarme em boas condições mas que por uma ou outra razão, um ou todos os comandos se perderam.Esta não é uma razão para que o alarme deixe de funcionar dado ser sempre possível programar um comando novo.

Já aqui expliquei como programar um comando novo nos modelos mais recentes da marca, nomeadamente os modelos em que o código Pin é introduzido pelo botão do led interior, e esta é uma forma de diferenciar as series de alarme.

Na série Bridge o procedimento é muito semelhante tirando o facto do código pin deste alarme ser introduzido com a chave de ignição do veiculo.

Para quem ainda tem um destes alarmes os procedimentos seguintes vão ajudá-lo a programar um novo comando nos modelos 7910/13 ou 7915/18 que foram os mais comercializados em Portugal.

Programação de comandos novos para Alarmes Bridge

  • Prepare todos os comandos que deseja programar e inclua os que já estão a funcionar (caso possua).
  • Ligue a ignição.
  • Pressione os 2 botões de cada comando até que o led destes pare de piscar.
  • Desligue a ignição
  • Ligue e desligue a ignição 3 vezes não excedendo os 7 sec entre cada movimento.
  • Ao desligar pela 3ª vez o led do alarme (no tablier) acende durante 3 sec e apaga.
  • Introduza o código pin consoante o cartão que lhe foi fornecido.
  • Ao terminar de introduzir o ultimo digito do código, desligue e volte a ligar a ignição.
  • No caso de ter chaves electrónicas codificadas encoste-as ao mecanismo para que o led acenda.
  • O led do alarme (no tablier) fica aceso indicando a introdução correcta do código.
  • Pressione o botão grande do comando, o led deste e do alarme vão piscar.
  • Repita o ponto anterior para cada um dos comandos que pretende programar.
  • Desligue a ignição e teste os comandos.

Sempre que programar um comando novo, os antigos deixam de funcionar e por isso tem de efectuar a programação com todos os comandos que pretende utilizar.

Espero que este artigo ajude a programar novos comandos em alarmes da Serie Bridge.

Se gostaste deste artigo....
Então podes partilhar...
...E subscrever a newsletter gratuita!

10 Comments on Programar comandos na serie Bridge

  1. Pedro Lázaro // 24/03/2013 em 5:21 pm //

    Boas. Adquiri uma caixa nova para um comando de alarme. Agora necessito do código PIN do alarme, como posso ter uma segunda via? O modelo do alarme cobra é 9015.
    Aguardo resposta, obrigado.

  2. admin // 25/03/2013 em 7:08 pm //

    Para a substituição da caixa não necessita de programar nada.

  3. Pedro Lázaro // 25/03/2013 em 7:24 pm //

    Por acaso é da zona de Lisboa para me colocar o comando a trabalhar?

  4. admin // 25/03/2013 em 9:27 pm //

    Veja o video na lateral do blog.

  5. Pedro Lázaro // 25/03/2013 em 9:33 pm //

    Amigo esse video e todos os outros comentários já eu li, experimentei os passos indicados várias vezes, mas o comando não conecta com o alarme. E gostava realmente de ter uma 2ª via do PIN do meu alarme pff. Só assim eu consigo emparelhar o comando com o meu alarme, caso contrário faria questão de lhe dar a cortesia de o fazer sem o PIN, porque nem eu nem ninguém consegue infelizmente e várias pessoas me pediram o PIN que eu não sei..

  6. O comando funcionava e deixou de funcionar ao mudar a pilha e caixa?
    Ou comprou um comando completo novo?

  7. Pedro Lázaro // 25/03/2013 em 10:24 pm //

    deixou simplesmente de funcionar ao mudar de pilha e caixa..

  8. Então tem de fazer como explica no video, não existe outro metodo.
    Se a pilha está boa, embora nova pode ter defeito (raro mas acontece), se não danificou nada, se o led do comando acende quando prime o botão tem de funcionar com este processo junto da viatura.
    O outro comando funciona?

  9. Bruno barrros // 06/02/2014 em 3:47 pm //

    Consigo programa com comando de outra marca ?

  10. admin // 06/03/2014 em 7:59 pm //

    Não, os comandos só funcionam nas marcar respectivas, salvo algumas exceções mais aiaticas.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

*